A Mulher com a Cintura mais Fina do Mundo

Cathie Jung - A cintura mais fina do mundo.

Cathie Jung é a mulher com a cintura mais fina do mundo, com um diâmetro aproximado ao de um CD! A foto acima não é o resultado de uma má edição de Photoshop, a mulher é mesmo assim!

Apelidada de “A Rainha dos corsets“, Cathie, com cerca de 70 anos, chamada em alguns blogs, de Kati Djang, ou Cathie Djang, começou a usar corset (variação do espartilho, mas nada a ver com o espartilho que hoje se vende em lojas de lingerie e sex shops) em 1983, 24 horas por dia, e dormindo com ele de noite! Apenas o retirando para tomar banho.

Esta técnica para redução da cintura, chamada de “Tightlacing“, que significa algo assim como “laço apertado”, era usada pelas mulheres de gerações anteriores (e por algumas de hoje também, como se vê pelo exemplo da Cathie Jung) que queriam estar dentro dos padrões de beleza da sociedade da altura, o que passava por ter uma cintura o mais fina possível. Ainda hoje se considera a cintura fina como um símbolo de beleza, mas desta forma, é um exagero!

Para isto, usavam o corset várias horas por dia, para que o corpo se adaptasse à sua forma, o que realmente acontecia. A cintura estreitava, e as próprias costelas se adaptavam à nova forma. Quando já se sentiam confortáveis menos desconfortáveis com o “aperto”, passavam a usá-lo um pouco mais apertado, e iam repetindo o processo até atingirem o objectivo de terem uma cintura finíssima.

O espartiho na Wikipédia

Espartilho ou Corset é uma peça do vestuário feminino que dispõe de barbatanas metálicas e amarração nas costas. Essa peça tem como objetivo reduzir a cintura e manter o tronco ereto, controlando as formas naturais do corpo e conferindo a ele mais elegância.

O Espartilho ou Corset surgiu por volta do século XVI, e tinha como objetivo manter a postura e dar suporte aos seios. Somente por volta do século XIX graças a invenção dos ilhóses e o uso de barbatanas de baleia que a atenção foi voltada para a cintura e teve início a era das cinturas minúsculas, conhecida como era Vitoriana. (Mais sobre espartilho e corset).

Muitos excessos têm sido cometidos em nome da beleza, e neste tema, temos, além do caso de Cathie Jung, claramente um excesso, muitos casos de mulheres famosas ou não, que recorrem a métodos semelhantes ou mais invasivos, como remoção cirúrgica das costelas flutuantes (também li em qualquer lado que a própria Cathie Jung fez isto, mas não sei se é verdade), para redução da cintura, ou outros como lipoaspiração, etc., de forma a sentirem-se mais belas.

A verdade é que em muitas das vezes já são bonitas, e o problema aqui me pareça estar na “cabeça”, e não na cintura ou em qualquer outra parte do corpo que elas consideram imperfeita, ou feia. 

As mulheres que fazem isto (uso intensivo de corsets, ou tightlacing), se não tiverem os devidos cuidados, podem vir a sofrer riscos para a saúde, como redução de capacidade dos pulmões, problemas digestivos, problemas de circulação nos membros inferiores, perda de massa muscular na região do abdómen, e outros, como pode ser visto nesta página (em inglês) sobre os perigos médicos relacionados com o uso de corsets.

Cathie Jung diz neste vídeo que se sente bem com a sua forma, embora tenha de escolher as cadeiras em que senta, para que fique confortável; e em relação à comida, prefere fazer várias refeições pequenas por dia, o que até é mais saudável.

Segue o vídeo com esta mulher, dona da autêntica “cinturinha de vespa”, reconhecida oficialmente pelo livro dos recordes “Guiness Book“, como a mulher com a cintura mais fina do mundo.

Vídeo: Cathie Jung e a cintura mais fina do mundo

2 Comentários a “A Mulher com a Cintura mais Fina do Mundo”

Deixe um Comentário